[Centro de recursos]     [Formação]     [Ateliers]     [e-Revista]     [Início] 

 

 

Ozarfaxinars

e-revista  ISSN 1645-9180

Direção: Jorge Lima   Edição e Coordenação: Fátima Pais

 

[Outros números publicados]

 

 

___56___

Março 2016

 

(Re)Visitar a Escola da Ponte

Filomena Ventura

 

 

Em tempos de mudança surgiu a ideia de visitar ou revisitar no nosso património coletivo, exemplos de práticas educativas que se destacam pela excelência. A Escola da Ponte é um desses exemplos de inovação, de perseverança, de empenho na concretização de uma ideia que se tornou causa, que se tornou efeito, que se tornou objeto de estudo, paradoxalmente espelhada em mais partes do mundo do que entre nós.

Quanto da Escola da Ponte haverá em cada um de nós profissionais de educação?

 

 

Há uma escola assim em Portugal...

 

 

Reportagem TVI sobre a Escola da Ponte (2015), in Youtube

 

Um desejo de José Pacheco... concretizado!

 

Na nossa escola todos trabalham com todos. Assim, nem um aluno é aluno de um professor mas sim de todos os professores, nem um professor é professor de alguns alunos, é professor de todos os alunos. Os professores rodam pelos diferentes espaços de tempos a tempos, de modo a que possam trabalhar com todos os alunos. Por outro lado, cada uma das expressões é trabalhada por um grupo de dois professores.

 

 

José Pacheco explica a Escola da Ponte, in Youtube

 

Como é lógico tem-se sempre o cuidado de assegurar a continuidade do trabalho que se está a desenvolver, não havendo quebras acentuadas do ambiente de trabalho. A atual equipa é constituída por 30 orientadores educativos. Entre estes orientadores educativos encontram-se duas educadoras de infância e os membros do Conselho de Gestão. A Escola da Ponte, com base no contrato de autonomia assinado com o Ministério da Educação, tem a possibilidade de selecionar os professores que nela trabalham.

 

 

Rubem Alves Fala sobre a Escola da Ponte, in Youtube

 

Ser orientador educativo, nesta escola, significa proporcionar às crianças a compreensão do "porquê" e "para quê " do seu esforço, implicá-las responsavelmente num processo de permanente autoformação, valorizando a reflexão e a capacidade de análise crítica.

 

Relatos da visita do CFAE_Matosinhos (29 Jan 2016)

 

(Re)visitar a Escola da Ponte constituiu um duplo prazer! Pelo trabalho que ai é desenvolvido, mas também pelo facto de persistir no tempo!, pese embora a envolvência do sistema educativo português e (...) [Ler mais]  

Filomena Ventura, AE Senhora da Hora

 

Entrar na Escola da Ponte, significou desconstruir (pre)conceitos, ter acesso à outra margem da escola, sem marginalizações e confrontar-me com corredores tranquilos e salas serenas e sem barreiras (...) [Ler mais]

António Lopes, CMM - Câmara Municipal de Matosinhos

 

Participei nesta visita à Escola da Ponte com uma grande curiosidade em ver como funciona este projeto pedagógico de escola e, ao mesmo tempo, analisar a sua forma de gestão. Fiquei surpreendido, pela positiva,(...) [Ler mais]

Jorge Sequeira, AE Eng. Fernando Pinto de Oliveira

 

Na Escola da Ponte constatei o orgulho de ser aluno, a diferença de ser tutor, a conjunta leveza da convivência, a responsabilidade decretada sem ser imposta, a autonomia que origina a maturidade, o processo futuro de aprendizagem. (...) [Ler mais]

Maria de Fátima Pais, ES Boa Nova - Leça da Palmeira

 

Atravessa-se a "ponte" e, do outro lado, encontramos a verdadeira escola do futuro aquela onde os professores se assumem como ajudantes de compreender o mundo e os alunos são responsáveis pelo seu caminho de aprendizagem. (...) [Ler mais]

Jorge Lima, CFAE_Matosinhos

 

A visita à Escola da Ponte proporcionou o confronto com uma realidade só conhecida através da literatura de referência relacionada sobretudo com a promoção da autorregulação da aprendizagem. De facto foi com admiração que (...) [Ler mais]

 Joana Cruz, CMM - Câmara Municipal de Matosinhos

 

Fiquei fascinada com a visita à Escola da Ponte pela autonomia, responsabilidade e entreajuda nos alunos, independentemente da idade. A facilidade de comunicação que (...) [Ler mais]

Gabriela Cavadas, AE Eng. Fernando Pinto de Oliveira

 

O dia passado na Escola da Ponte foi deveras forte em perceções e emoções. Em primeiro lugar, relevamos a simpatia e a excelente capacidade de expressão e de coerência no discurso dos alunos que nos receberam: (...). [Ler mais]

Isabel Santos e Susana Santos, AE Dr. José Domingues dos Santos

 

A visita guiada à “Escola da Ponte” foi uma lufada de ar fresco porque proporcionou uma nova visão das políticas educativas em ação. Enquanto profissionais do AE Professor Óscar Lopes, foi com agrado que entramos naquele espaço. (...) [Ler mais]

Maria Luísa Santos e Aurora Anastácio, AE Professor Óscar Lopes

 

O que posso eu dizer sobre o que senti quando visitei a Escola da Ponte? Ao ouvir falar sobre a Escola da Ponte, a sua metodologia, uma referência a nível mundial, não imaginava a emoção que a presença nesta instituição me iria proporcionar. (...) [Ler mais]

Cecília Aguiar, AE Eng. Fernando Pinto de Oliveira

 

Documentos orientadores da Escola da Ponte

 

[Projeto educativo Fazer a Ponte]

[Regulamento Interno]

[Contrato de autonomia]

 

A Escola da Ponte vista pela tutela

 

[Relatório de Avaliação Externa IGEC da Escola Básica da Ponte - Santo Tirso]

29 a 30 de Abril de 2013

 

Leituras recomendadas

 

Tudo começou acidentalmente num lugar de Portugal cujo nome eu nunca ouvira: Vila Nova de Famalicão. Posteriormente me ensinaram que era a cidade onde vivera Camilo Castelo Branco, romancista gigante de vida trágica. Menino ainda, li o seu livro "Amor de Perdição", evidentemente sem nada compreender.  

Alves, R. (2000), disponível na Web em [...]

 

O presente estudo traz a discussão no que se refere à transformação possível de uma escola pública, sendo a transformação importante uma vez que se vê tantos problemas referente aos alunos e sua aprendizagem.  

Oliveira, A. & Pisani, M. (2011) , disponível na Web em [...]

 

A Educação Cívica de António Sérgio vista a partir da Escola da Ponte (ou vice-versa)

Para todos os que têm feito e continuarão a fazer a Escola da Ponte  

Nóvoa, A. (2004), disponível na Web em [...]

 

Bibliografia recomendada

 

PACHECO, M.F., Pacheco. J. (2013) A Escola da Ponte Sob Múltiplos Olhares. Ed. Penso

PACHECO, M.F., Pacheco. J. (2012) A Avaliação da Aprendizagem na Escola da Ponte. Ed. Wak.

PACHECO, J. (2008) Escola da Ponte. Formação e Transformação da Educação. Editora Vozes.

PACHECO, J. (2007) Sozinhos na Escola. Ed. Profedições

ALVES, R. (2001). A Escola com que sempre sonhei sem imaginar que pudesse existir. Ed. ASA

 

Para saber mais...

 

[Sítio Institucional da Escola da Ponte]

[A Escola da Ponte no Facebook]

 

 

 Agradecemos, desde já, a sua opinião sobre este número - ozarfaxinars@gmail.com

 

 

© CFAE_Matosinhos