[Centro de recursos]     [Formação]     [Ateliers]     [e-Revista]     [Início] 

 

 

Ozarfaxinars

e-revista  ISSN 1645-9180

Direção: Jorge Lima   Edição e Coordenação: Fátima Pais

 

[Outros números publicados]

 

 

___74___

Novembro 2017

 

Encontro da Comunidade de Prática

dos Professores de Português de Matosinhos - 2017

7 de Julho

 

Moderação

Maria de Fátima Velasques (AE Padrão da Légua)

 

ebp

Encontros de Boas Práticas

 

Os  Encontros de Boas Práticas são jornadas regionais, anuais, promovidas e organizadas pelo CFAE_Matosinhos, de permuta de boas práticas educativas no âmbito das áreas disciplinares, abertas à participação e apresentação de comunicações por todos os docentes em exercício nos agrupamentos e escolas não agrupadas associados, contribuindo, deste modo, para que a partilha de boas práticas passe a ser comum entre os profissionais de educação de Matosinhos, entendida como importante fator de desenvolvimento profissional.

 

Objetivos

 

Reunir a comunidade de prática dos professores de Português que lecionam em Matosinhos.

Partilhar boas práticas desenvolvidas ao longo do ano.

Desenvolver hábitos de publicação de documentos produzidos associados a experiências pedagógicas implementadas.

 

O Encontro passo a passo

 

1ª Comunicação (Didática)

Formação e desenvolvimento

dos professores de Português: investigação e ação em sala de aula

 [Maria Nazaré Coimbra]

 

Sinopse

Esta comunicação focaliza a formação e o desenvolvimento dos professores de Português, tendo por base a pesquisa e ação em sala de aula, no entendimento de uma intervenção pedagógica fundada na reflexividade prática. A fim de alcançar boas práticas e mais qualidade de ensino e aprendizagem, a Português Língua Materna, serão analisadas as competências essenciais de um professor do século XXI, numa escola entendida como comunidade educativa aprendente. Por último, registam-se vozes dos atores educativos, desde o professor ao aluno e ao encarregado de educação.

 

 

[Apresentação]

 [Texto da apresentação]

 

2ª Comunicação (Didática)

Gonçalo Cadilhe: um viajante entre viagens

[Maria Dulce Soares]

 

Sinopse

A presente comunicação aborda a narrativa de viagem em torno da escrita de Gonçalo Cadilhe, perspetivada na problematização de questões identitárias, na refiguração do espaço geográfico, textual, ontológico, entre outras deslocações, numa conformação quase sempre jornalística, ancorada nos contributos da Imagologia, no âmbito da Literatura Comparada.

Neste quadro epistemológico fundeado numa orientação metodológica pluridisciplinar, que permite diálogos multifocalizados de índole textual, artística, entre outros domínios do conhecimento, as narrativas viáticas de Gonçalo Cadilhe emergem assim como um território fértil para o estudo do Outro nas suas componentes cultural e literária, bem como para a consolidação da imagem do escritor, decorrente de uma vasta e expressiva biblioteca mental, aportada nas suas obras.

Assim, partindo das obras Planisfério Pessoal (2005), A lua pode esperar (2006) e África acima (2007), de entre um já considerável corpus textual de um escritor, que faz das viagens o seu modus vivendi e operandi numa intensa experiência de deslocação no espaço físico, procura-se problematizar o ato viático quer enquanto espelho de figuração da alteridade nas suas diversas vertentes, quer nas suas repercussões no imaginário social e na Literatura de Viagens portuguesa contemporânea, numa zona de confluência onde a escrita e a viagem desempenham o seu sentido derradeiro: o de serem partilhadas. 

 

 

 [Apresentação]

 

Reconhecimento e certificação

 

Esta atividade de formação reuniu as condições estabelecidas para posterior reconhecimento e certificação como ACD, ação de curta duração, com a duração de 4 horas, em sede da Comissão Pedagógica – Conselho de Diretores do CFAE_Matosinhos.

 

Estiveram presentes

 

[Lista de participantes]

 

Imagens do Encontro

 

 

 

 

 

Local

 

O Encontro realizou-se no Auditório da Escola Secundária do Padrão da Légua.

 

Avaliação do Encontro

 

Apresentamos de seguida os resultados do inquérito de satisfação proposto aos participantes no Encontro.

 

Participantes

17

 

Apreciação global

53,3% dos participantes consideraram o Encontro Excelente.

40% Muito Bom e 6,7% Bom.

 

Pontos fortes

Partilha de boas práticas aplicáveis às aulas de Português, nos domínios da leitura e da educação literária.

A excelência das comunicações, que motivou um debate bastante enriquecedor.

A motivação para implementar novos e diferenciados recursos e estratégias.

Foi excelente!

 

Pontos fracos

Poucos participantes.

Pouco tempo para exposição de casos práticos.

Falta de comparação (benchmarking) com o que se faz noutros países de referência.

 

Fará sentido reeditar este Encontro para o ano?

100% das respostas são a favor.

 

Principais desafios e constrangimentos na atualidade

 

Este II Encontro reuniu professores do segundo e terceiro ciclos e do ensino secundário do Concelho de Matosinhos, que partilharam o seu saber e as suas práticas pedagógicas, num ambiente extremamente agradável e harmonioso.

O diálogo entre o poema Bach Segovia Guitarra de Sophia de Mello Breyner e a melodia Variação Espanhola de Tchaikovsky marcou o arranque desta sessão de formação a várias vozes, em que cada um dos presentes foi protagonista. Tal aconteceu com as duas primeiras comunicações, de excelente qualidade, seguidas de debate, apresentadas na primeira parte, e com a partilha de boas práticas, na segunda parte. Foi um momento de pequenas comunicações, em que cada um dos oficiais deste ofício de Ser Professor de Português em Matosinhos deu voz à sua experiência, respondendo aos desafios lançados para debate: como motivar os alunos para a leitura de obras literárias e como rentabilizar as TIC nos diferentes domínios.

No final do II Encontro, esta pequena comunidade, sempre aprendente e dialogante, registou as conclusões desta sessão de formação, que decorreu num belo espaço da Escola Básica e Secundária do Padrão da Légua, e partiu com os dois versos finais do poema Ícaro de Miguel Torga “A graça urgente/ De uma nova aventura”, ecoando na “alma”. Efetivamente, este texto ilustrou bem o nosso balanço final: depois de nos ouvirmos, de termos aberto as portas das nossas salas de aula, através de relatos fantásticos de experiências vivenciadas com os alunos, o nosso saber, “mais robusto”, reerguerá castelos, recomeçando, assim, a nossa aventura de Ser Professor de Português em Matosinhos.

 

Folheto utilizado na divulgação

 

[Versão em pdf]

 

Mensagem final

 

A leitura das respostas e comentários dos participantes e a análise que realizamos na organização, permite-nos considerar que o balanço deste Encontro é francamente positivo, havendo espaço de melhorias a conquistar no futuro.

 

Cabe agora ao Conselho de Diretores do CFAE_Matosinhos a decisão de o reeditar no próximo ano.

 

Para terminar, um agradecimento especial aos colegas que apresentaram comunicações, à moderadora do Encontro, a todos os participantes e à Direção da Escola Secundária do Padrão da Légua pela forma muito agradável como nos recebeu.

 

Coordenação dos ebp 2017 - Jorge Lima e Cláudia Malafaya

Edição deste número da OZARFAXINARS - Jorge Lima e Fátima Pais

 

 Agradecemos, desde já, a sua opinião sobre este número - ozarfaxinars@gmail.com

 

 

© CFAE_Matosinhos